Ícone de alerta
Alerta anterior Próximo alerta Fechar alerta

São Paulo teve o novembro com menos chuva em 9 anos

Compartilhar Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter

4 min de leitura

 

Temporal em São Paulo em 30/11/2021: foto de Irlan Romain (e) e de Bruna Picarelli (d)

 

 

O temporal que caiu na última tarde de novembro não mudou o espírito do mês: a cidade de São Paulo teve o novembro com menos chuva em 9 anos. É o que revelou a totalização da precipitação ao longo do mês, das medições feitas pela estação meteorológica automática do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), localizada no Mirante de Santana, na zona norte da capital paulista.  

 


Menos de 100 mm no mês

 

O total de  chuva acumulado do dia 1 até 9h do dia 30 de novembro de 2021 foi de 98,6 mm. Esta foi a menor quantidade de chuva para um novembro na cidade de São Paulo desde 2012, quando o mês fechou com 97,0 mm, considerando a medição automática feita pelo Inmet. A média de chuva normal para novembro é de 137,0 mm. 


Novembro de 2021 terminou com 72% da média para o mês e entra na conta dos meses que não alcançaram a média Climatológica de precipitação. O mês teve apenas 9 dias com alguma chuva, na medição do Inmet.

 

Este ano não está sendo bom de chuva para o estado de São Paulo, de forma geral. No caso da capital paulista, apenas agosto e outubro tiveram chuva acima da média histórica. O total de precipitação acumulado desde janeiro, pela medição automática, foi de 1026,1 mm, sendo que a média anual é de 1616,0 mm. 

 

 

Por quê está chovendo menos em SP este ano?

 

Cadê os 589 mm que faltam para chegar na média anual? Grande parte da culpa pela falta de chuva em 2021 recai sobre o fenômeno La Niña, que atuou no verão 2020/2021, e voltou na primavera de 2021. 

 

As frentes frias estão conseguindo passar por São Paulo, mas em geral, rápido demais. As alterações na circulação dos ventos provocados pelo La Niña, em vários níveis da atmosfera, estão fazendo com que os corredores de umidade mais fortes e persistentes se organizem este ano ao norte da Região Sudeste, região entre Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo. Assim, as áreas de instabilidade não ficam muito tempo sobre São Paulo e a chuva dura poucos dias.


Outro fator que está embutido nesta falta de chuva é a fase negativa da Oscilação Decadal do Pacífico, que facilita a ocorrência de mais eventos La Niña do que El Niños.

 

 

Dezembro começa seco

 

Após a passagem de uma frente fria, com direito a temporal e alagamento, uma massa de ar seco predomina sobre o estado de São Paulo nos primeiros dias de dezembro de 2021 e a maioria das áreas do estado vão ficar sem chuva.


Até o próximo domingo, 5 de dezembro, algumas pancadas de chuva poderão ocorrer na divisa com Minas Gerais e com o Rio De Janeiro, mas as outras regiões paulistas ficam secas. As noites serão frescas e a tarde quente.

A cidade de São Paulo também ficará sem chuva até o dia 5 de dezembro. Até a sexta-feira, 3, o sol aparece entre muitas nuvens.

+ mais notícias